Resenha Entre Tigres e Irmãs – Fernanda Marinho


Sinopse:
Dizem que os seres humanos enfrentam suas feras interiores, esse ditado pode ser real…

As irmãs Abigail e Emilia Mandriolli têm suas diferenças e irrealizações pessoais, que fazem com, que elas não tenham uma boa relação entre si, no entanto, quando se mudam de cidade e decidem estudar num centro universitário em São Arcangelo a pedidos de suas grandes amigas. Ambas serão vitimas tragadas por um segredo sobrenatural de ‘’Famílias Antigas’’ que envolverão bem mais, do que os dois garotos russos misteriosos sobrepostos nos caminhos delas, com uma única sentença da qual nenhuma delas poderá escapar.


Prológo

Toda lenda tem seu começo e maldição…

(Varsóvia) Polônia ano de 1860. Acampamento Gitano as margens do rio
Vistula.
— Ariel Andriev, ainda tens certeza de que não devemos expulsar aqueles ciganos
malditos, depois da atrocidade que praticaram ao nosso gado?
— Joshua Welinsky, não temos provas de que foram mesmo eles… Seres humanos não
retalhariam animais de pastos daquela forma tão primitiva. Os corpos estavam quase
irreconhecíveis… Deve ter sido algum animal bestial das florestas.
— Por Deus! Eles fizeram tudo aquilo para parecer que foi um animal selvagem, não vê
que estão tentando nos manipular?
— Nós somos os senhores destas terras e digo que deveríamos vender a todos como
escravos.
— Não viemos para cá com este intuito! Criar problemas com estas pessoas não seria
bom…
— Ora! Cale-se! Piev Belovik, não seja tão supersticioso. O que filhos de escravos
poderiam fazer contra nós? — Um bando de homens vociferou.
E a discussão foi interrompida pelo som de música vinda do grande acampamento de
ciganos.
— Peguem suas armas e tochas! Estes imundos não podem permanecer aqui!
— Não! Não! — Os homens que eram contra o massacre objetaram, mas não foram
atendidos e tiveram de seguir o bando a contra gosto na esperança de persuadi-los, porém
ao alcançá-los já era tarde demais.
Muitos mortos jaziam no chão e dentre eles estavam muitas mulheres, crianças e velhos
envoltos num verdadeiro mar de sangue.
— Боже мой! — Ariel exclamou, ultrajado com aquelas barbaridades.
— Ficaram loucos? — Piev urrou.
— Vejam o que achamos! O chefe do bando. — Joshua Welinsky dissera, arrastando um
homem todo ensangüentado.
— ¿Por qué lo hizo? No tienen la culpa de lo que ocurrió con el ganado. A luna azul
encanta las bestias de los campos para la muerte. — O homem confessara, agonizando.
— O que ele está dizendo?
— Disse que não eram culpados… — Ariel iniciara a tradução, porém o barulho do rifle de
Joshua estourando a cabeça do homem silenciou o diálogo.
— Welinsky!!! — Piev e Ariel gritaram, tentando agarrar o homem robusto que exibia a
arma de fogo como um troféu.
— Senhores vejam o que achamos! — Dois homens do grupo disseram, arrastando uma
jovem cigana muito formosa pelos braços. E a discussão se findou pelo magnetismo da
presença dela.
— Sus perros inmundos! — dissera a moça, de pele clara como a lua e cabelos negros
cumpridos, cuspindo na direção do trio que a olhava.
— O que esta mulher disse? — Joshua quis saber, a olhando com malicia. E esta devolveu
o olhar com ódio.
— A moça acaba de nos… — Ariel começara a traduzir, sendo interrompido por ela.
— Somos ciganos errantes e tudo o que possuímos de mais precioso é nossa honra, e o
amor pelo próximo. Homens brutos o que possuem, além de arrogância, ganância e morte
nos olhos? — Ela comentou, usando o idioma deles.
— Soltem-na! Quero ver até onde irá à coragem dela em nos ofender. — Joshua ordenou,
cada vez mais seduzido pela presença dela.
— Mulher a única honra que conheço vem do cano de um rifle. — Ele rebateu caçoísta, e o
bando de homens que agora chegava perto do grupo rira do comentário.
— Vós sois como animais do campo, como tigres esfaimados por destruição as suas
presas… E como castigo é assim que deveis permanecer.
— Senhores a mulher irá nos amaldiçoar! — O líder dissera, conseguindo arrancar mais
risos dos homens, enquanto Piev e Ariel apenas encaravam a jovem, surpresos com a
coragem dela.
— Por los poderes de la tierra concedida a mí por aire, por mar y la luna azul… Yo
Kassandra hija de Juan Meriel, conjuro una maldición sobre los que hoy aparecen
afiladas garras de las bestias levantando su mano sobre nuestra tribu. Que a partir de
ahora ni ellos ni su linaje puede librarse del espíritu de la propia tigre. A menos que el
amor y la fuerza de las mujeres para que interceda por ellos, y si eso no sucede que ambos
se pierden en los sentimientos sombríos y no hay paz para la eternidad. — A jovem gritara,
tirando uma adaga de prata de dentro do vestido e a usou para ferir a própria mão. Diante
dos olhares quase vítreos dos homens.
— Esta mulher é louca! O que ela disse? Devíamos matá-la! — Um dos homens disse,
antes de um rugido quase ensurdecedor ecoar perto do acampamento.
E um gigantesco tigre de olhos avermelhados surgiu na frente deles.
— O que é essa coisa? — Agora o bando gritava, tentando atirar no animal que corria
atacando a todos pelo caminho com mordidas ou arranhões de deixar estragos, que
causavam náuseas para quem os vissem.
E a jovem cigana aproveitou a cena para escapar por entre a floresta escura conseguindo se
livrar da ira animalesca da fera. Homens corriam, outros gritavam agonizando no chão,
enquanto Joshua; Ariel e Piev tentavam acertá-lo com tiros, no entanto, a besta estava fora
de controle e os três acabaram feridos também, antes do animal fugir coberto pelo sangue
deles.
— Piev! Ariel! — Joshua gritara.
E horas depois do ataque todos os homens feridos se puseram de pé, como se nada
houvesse acontecido a eles naquela noite que marcaria a história deles para sempre.
* * * * * * * * * * * * * * * * * * *

Minha Opinião e um pouco sobre os personagens:


Adoro livros sobrenaturais com personagens que se transformam em animais, e esse não é só diferente mas se passa tanto no Brasil quanto na Rússia, os personagens tem um envolvimento emocionante e maravilhoso.


A estória é envolvente e divertida, os Tigres são maravilhosos e  muito carinhosos com suas consortes. Tem cenas impressionantes e engraçadas e é delicioso de se ler!!! Quando você começa a ler não quer parar de tão bom que é!

Adorei o livro e não vejo a hora de ler o segundo!!!


As mocinhas: As irmãs Abigail e Emilia Mandriolli não se dão muito bem desda morte dos avós, mas com o decorrer da estória as duas acabam começando a se entender. A Abby tem vergonha de contar a suas amigas que foi deixada no altar. E a Emy tem um segredo sombrio.

Os mocinhos: Viktor Strastev, por causa do vínculo com Emilia passa a ter mudanças de humores drásticas. O que acaba o tornando irritante e engraçado ao mesmo tempo. Foi apelidado por ela de senhor Muralha depois de ter esbarrado nele ao chegar na Rússia e se dirigir a propriedade do noivo sua amiga. Gabriel Kravchenko, perdeu os pais quando tinha dez anos num “acidente” suspeito e foi enviado mais cedo para o terrível treinamento na Sibéria. “Detesta” Abby por não aceitar ter um vínculo com alguém como ela, e ganhou os apelidos “carinhosos” de “Ogro e Barbeiro russo”.


O site da série é: http://sagacondenadosmeriel.blogspot.com


P.S.: No site você pode pedir o livro em PDF pra a autora.
Anúncios

Thales Moreira

Thalles Marques (O Poderoso Chefão) Nascido em uma cidadezinha minúscula do interior de Minas Gerais, as fronteiras daquele lugar não impediram que fosse diferente de grande parte das pessoas da cidade, e seu interesse por leitura de vários tipos (exceto clássicos portugueses e brasileiros, os quais abomina até a morte!) fez com que encontrasse outras pessoas muito interessantes de outras cidades, que tinham o mesmo vício infinito por livros. Foi de uma destas amizades feitas em chats sobre séries e livros que nasceu o Our Cup of Tea. Sua série de livros preferida é Harry Potter, e muitos que convivem com ele todos os dias já não suportam mais ouvir falar do "Menino que sobreviveu". Cursa Jornalismo, mas não vê a hora de poder pegar o diploma e iniciar mais uma faculdade, desta vez enveredando pela área jurídica. Também faz eventuais postagens no blog Los Moderninhos, na coluna Moda e Livros, onde fala de livros com temas relacionados a moda, e participa da Revista Brasil Literando, voltada para o público literário brasileiro, com a coluna de entrevistas e revisando a diagramação.

3 comentários

  1. ei Joaninha,
    achei a capa do livro linda e pela sua resenha também acredito que vou gostar do livro, por isso vou querer ler com certeza. ^^

    beijos.

    Curtir

  2. Sinceramente, não precisei ler nem o trecho do livro nem a resenha, a capa e o nome já me ganharam logo de cara, mas a resenha também está muito boa, o trecho postado faz querer mais ainda ler o livro.

    Curtir

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s