Entrevista com Leigh Fallon


Olá pessoal.
Estou muito animado hoje pois ontem de tarde recebi as respostas da entrevista que a autora Leigh Fallon me concedeu. Ela foi superatenciosa, primeiro me enviando o bookplate autografado e agora concedendo a entrevista. Abaixo vocês podem conferir a entrevista na íntegra e ainda a sinopse do primeiro livro da série, entitulado Carrier of the Mark. O livro teve os direitos de publicação vendidos para a Editora Novo Conceito, mas ainda não tem previsão de lançamento aqui.

Leigh Fallon

Livros
Carrier of the Mark
O amor deles estava destinado a acontecer.
Quando Megan Rosenberg se muda para a Irlanda, tudo na vida dela parece tomar o rumo certo. Depois de crescer na América, ela fica surpresa por se sentir em casa em sua nova escola. Ela se conecta com um grupo de amigos, e é instantaneamente atraída pelo lindo e obscuro Adam DeRís.
Mas Megan está a ponto de descobrir que seus sentimentos por Adam estão presos à um destino que foi selado há muito tempo – e que essa paixão e poder que os uniu também podem ser sua destruição definitiva.


Our Cup of Tea: Primeiramente, eu queria saber quando você começou a se interessar pela arte de contar histórias, o que levou a começar. E, claro, qual foi a primeira história que você escreveu?
Leigh Fallon: Sempre fui uma leitora ávida, mas nunca fui muito de escrever. Eu costumava gostar de escrever, mas nem mesmo sonhava que eu um dia me tornaria uma autora. O bicho da escrita me picou há aproximadamente quatro anos. Eu vivia em uma pequena cidade no sul da Irlanda chamada Kinsale. O clima na Irlanda é muito húmido, então eu costumava passar boa parte do meu tempo sentada em meu carro durante várias atividades extra-curriculares dos meus filhos. Nestas horas minha imaginação ia longe e as histórias começavam a se formar em minha cabeça. Carrier of the Mark foi a primeira história a realmente criar vida para mim. Então, eu juntei pedaços de papel em meu carro, recibos velhos e desenhos das crianças, e comecei a escrever Carrier of the Mark por extenso no verso deles. E foi aí que tudo começou. Carrier foi o primeiro livro que eu escrevi, e me apresentou ao mundo da publicação e toda a magia que existe nele.

OCoT: Quando você teve a ideia de escrever Carrier of the Mark? Enquanto escrevia você fez muitas mudanças no que tinha planejado inicialmente?
LF: Carrier foi a primeira história que escrevi. Quando eu terminei de escrever Carrier of the Mark (tudo por extenso, agora ocupando dois diários), comecei a editar e melhorá-lo. Nunca esbocei a história, mas eu sabia exatamente como se desenrolaria e como iria terminar. Quando digitei o manuscrito da versão por extenso, teve certos elementos da história que eu mudei, e um personagem ou outro que foram alterados para fazê-los mais fortes e agradáveis, mas além disso, a história original que saiu da minha imaginação continuou intacta.

OCoT: Qual personagem você mais gostou de escrever? Por quê? E com qual deles você mais se identifica?
LF:
Eu realmente amo muitos dos meus personagens. Áine e Rían foram definitivamente os mais divertidos de escrever. Rían é um personagem bem complexo, ele é carrancudo, mas ele tem uma tamanha profundidade na sua alma conturbada. Áine, pelo contrário, é tão aberta e honesta e realmente não tem um filtro, o que significa que ela é inclinada a se soltar. Ela me faz rir o tempo todo. Amei mesmo escrever Caitlin. Ela é a amiga que todos nós precisamos. É engraçada, leal, e cuidadosa, e em Shadow of the Mark, o segundo livro em The Carrier Series, você verá muito mais de Caitlin e o quão forte ela pode ser. Mas meus personagens favoritos para escrever fora claro Megan e Adam, não muito individualmente, mas como um casal eles foram viciantes de escrever. Eles estão tão sincronizados, e sua conexão é tão palpável. Algumas vezes meu coração poderia estar batendo por eles enquanto eu escrevia as cenas deles.

OCoT: Quais foram as maiores dificuldades que você enfrentou enquanto escrevia uma história, incluindo Carrier of the Mark?
LF:
As maiores dificuldades quando escrevi Carrier foi encontrar tempo. Eu era mãe de quatro crianças mais novas, incluindo gêmeos idênticos recém-nascidos. Eu só podia escrever enquanto estava no carro, ou quando as crianças estavam tirando uma soneca (o que era muito raro), ou à noite quando eles estavam dormindo. Mas para mim, escrever era um vício. Eu tirava um tempo para fazer isso, algumas vezes ficando acordada a noite toda só para passar mais tempo com meus personagens.
Agora conseguir tempo para escrever tem novos problemas. Meus filhos estão mais velhos e na escola, mas agora eu tenho que adicionar a pressão de divulgar meu livro. Divulgação e publicidade realmente tiram muito tempo de escrita. Sessões de autógrafos, conferências, e presença nas mídias sociais consumem muito tempo. Encontrar o equilíbrio pode ser difícil; ainda estou trabalhando para encontrar este equilíbrio feliz.

OCoT: Qual conselho você daria para aqueles que querem começar a escrever um livro algum dia?
LF:
O melhor conselho que posso dar para qualquer novo escritor é sentar e escrever. O mais essencial é não parar. Muitos escritores por natureza são cheios de insegurança, nós estamos constantemente nos corrigindo, e superanalisando. Se você para de escrever para se criticar o tempo todo, você pode se tornar sobrecarregado pela enormidade da tarefa e se atolar em tecnicalidades. Estimulo todos novos escritores a escrever seu primeiro rascunho sem olhar para trás. Quero dizer nunca mesmo. Nem mesmo corrija erros de ortografia ou personagens com nomes errados. Uma vez que você tenha digitado uma frase, deixe-a ser assim até que você finalize. O importante é tirar esta história da sua imaginação para a página. Se você quebra seu fluxo criativo com edições técnicas, você quebrará seu ritmo e sufocará sua imaginação. Uma vez que você tenha seu primeiro rascunho completo haverá muito tempo para apagar, corrigir, editar, e cortar e mudar a história até que pareça um bom manuscrito. Mas tudo isso é para depois. No começo, apenas curta o processo.

OCoT: E, agora para finalizar, você gostaria de mandar uma mensagem para futuros fãs brasileiros?
LF:
Ah, eu gostaria, e muito obrigada pela oportunidade.
Estou muito excitada sobre Carrier of the Mark ser lançada no Brasil. Vocês são as pessoas mais divertidas e excitantes de todas. Vocês não só nos batem no futebol e incontáveis outras coisas, mas vocês tem a cultura literária mais maravilhosa e vibrante. Estou tão animada para ser parte dela. Leitores e blogueiros brasileiros estão entre os pensamentos mais avançados e animadores que eu conheço, e espero um dia em breve que eu tenha a chance de visitar e experimentar o Brasil em pessoal e talvez conhecer alguns de vocês. Isto seria brilhante. Até lá, apenas continuem fazendo o que vocês fazem. Vocês são DEMAIS.

Anúncios

Thales Moreira

Thalles Marques (O Poderoso Chefão) Nascido em uma cidadezinha minúscula do interior de Minas Gerais, as fronteiras daquele lugar não impediram que fosse diferente de grande parte das pessoas da cidade, e seu interesse por leitura de vários tipos (exceto clássicos portugueses e brasileiros, os quais abomina até a morte!) fez com que encontrasse outras pessoas muito interessantes de outras cidades, que tinham o mesmo vício infinito por livros. Foi de uma destas amizades feitas em chats sobre séries e livros que nasceu o Our Cup of Tea. Sua série de livros preferida é Harry Potter, e muitos que convivem com ele todos os dias já não suportam mais ouvir falar do "Menino que sobreviveu". Cursa Jornalismo, mas não vê a hora de poder pegar o diploma e iniciar mais uma faculdade, desta vez enveredando pela área jurídica. Também faz eventuais postagens no blog Los Moderninhos, na coluna Moda e Livros, onde fala de livros com temas relacionados a moda, e participa da Revista Brasil Literando, voltada para o público literário brasileiro, com a coluna de entrevistas e revisando a diagramação.

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s