Resenha Redenção – Lívia Lorena



Olá pessoal!

Mais uma resenha para vocês hoje! O livro da vez é o Redenção, da paulistana Lívia Lorena. Já dou uma prévia de que o livro é surpreendente. Leiam, e comentem com a opinião de vocês, se tiverem lido o livro e também sobre a própria resenha.


Ruby é uma moça de vinte e poucos anos que tem um futuro normal e com boas expectativas. Vivendo com sua família no coração de São Paulo, ela nunca imaginou que se tornaria o centro de uma guerra que já perdura séculos. Após um incidente comum aos noticiários, ela se vê banhada num mar vermelho sangue que insiste em puxá-la cada vez para mais fundo, onde um vazio negro cheio de desejo e ânsia por dor e sofrimento clama por seu nome. Ruby. Ela não sabe como sua vida deu tal guinada, não entende as razões de ter sido jogada em um mundo onde a sede por sangue grita silenciosamente em seu peito, nos momentos em que ela mais deseja estar em paz. Há uma guerra sendo ocultada pelas manchetes de TV. Há muito dinheiro e poder em jogo e Ruby percebe que sozinha não terá chances de encontrar as respostas que procura, mesmo que elas estejam dentro dela, fluindo em suas veias. Ela acredita que tudo está perdido, mas quando surge na sua escuridão Aaron, seu zeloso companheiro, Ruby percebe que mesmo nas mais terríveis situações, existe espaço para a felicidade e para a devoção que só o sangue é capaz conferir.

Ruby é uma jovem paulistana, que após ser atingida por um tiro, acorda no hospital sentindo-se diferente, tudo a sua volta parece mais nítido, sua audição mais aguçada, em suma, todos os sentidos parecem ter ganhado um “upgrade”, o que faz com que ela estranhe a si mesmo.

     Em seu segundo dia no hospital, o médico de Ruby explica a situação em que ela se encontra; Ruby nasceu com o gene vampiro em seu DNA, e o atentado que sofreu fez com que esse gene fosse ativado, iniciando assim sua transformação, porém, ela ainda tem a escolha de fazer com que a transformação seja completa ou não, que é contra o que ela mais luta.
     Ainda, como um pano de fundo, a história se entrelaça com a das crianças índigo, que são crianças nascidas com dons de liderança, persuasão e alguns poderes que nem mesmo pessoas adultas tem, mas isso eu não vou contar como se passa, para deixar que vocês mesmos descubram ao ler Redenção.
     Eu definitivamente não sei o que posso dizer sobre Redenção que não vá soar muito clichê, pois o livro simplesmente me cativou, toda a trajetória de Ruby e sua resistência em não se tornar uma vampira, lutando contra seus próprios instintos, que por vezes tornam-se tão fortes e fazem-na quase desistir de lutar, e se entregar a eles, o que seria bem mais fácil, mas a personagem continua firme, ela é convicta do que quer, isso claro até que chega o ponto em que não há mais como resistir, em que o único caminho é deixar que a transformação se complete.
     Para terminar, apenas uma coisa me deixou um pouco estressado durante a leitura; algumas atitudes tomadas por Ruby são extremamente idiotas, pelo menos do meu ponto de vista, mas que acabam tendo alguma função interessante no desenrolar da história, fazendo muitas vezes com que eu lesse mais rápido para saber qual seria o resultado de determinada ação.
     Redenção é definitivamente um livro muito bem construído, com uma história criativa, personagens marcantes (seja pela ações inteligentes ou não), e que bem que poderia virar um filme, eu queria muito que isso acontecesse.

Nota: 4 torrões de açúcar
Ficha técnica do livro:
Título original: Redenção
Autora: Lívia Lorena
Páginas: 456
Editora: Dracaena
Ano: 2012
Anúncios

Thales Moreira

Thalles Marques (O Poderoso Chefão) Nascido em uma cidadezinha minúscula do interior de Minas Gerais, as fronteiras daquele lugar não impediram que fosse diferente de grande parte das pessoas da cidade, e seu interesse por leitura de vários tipos (exceto clássicos portugueses e brasileiros, os quais abomina até a morte!) fez com que encontrasse outras pessoas muito interessantes de outras cidades, que tinham o mesmo vício infinito por livros. Foi de uma destas amizades feitas em chats sobre séries e livros que nasceu o Our Cup of Tea. Sua série de livros preferida é Harry Potter, e muitos que convivem com ele todos os dias já não suportam mais ouvir falar do "Menino que sobreviveu". Cursa Jornalismo, mas não vê a hora de poder pegar o diploma e iniciar mais uma faculdade, desta vez enveredando pela área jurídica. Também faz eventuais postagens no blog Los Moderninhos, na coluna Moda e Livros, onde fala de livros com temas relacionados a moda, e participa da Revista Brasil Literando, voltada para o público literário brasileiro, com a coluna de entrevistas e revisando a diagramação.

Um comentário

  1. Oiee! Fico muito feliz que Redenção tenha lhe cativado. A Ruby é uma personagem que realmente sofre de sérios problemas de bipolaridade. E eu queria muito passar essa questão, da fragilidade da nossa mente quando a escrevi. Chega a irritar né? rsrs
    Logo vem Sacrifício e acho que aí ela encontrará a redenção dela. rsrs Obrigada pela bela resenha! Sucesso.
    Bjs
    Lilo

    Curtir

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s