Resenha Confessions of a teenage hermaphrodite – Lianne Simon


Oi!
O Thales e eu simplesmente amamos o GoodReads, que basicmente é uma rede social baseada em leituras de livros, muito parecida com o Skoob. Pra quem quiser adicionar, aqui tá o meu perfil e o dele no GoodReads, o perfil meu e o do Thales no Skoob. Uma das coisas muito legais que tem neles são sorteios de livros de brinde – chamados de giveaways no site gringo e de cortesias na página do Brasil.
Um dos livros que descobrimos nessas promoções foi Confessions of a teenage hermaphrodite, escrito por Lianne Simon – Confissões de uma adolescente hermafrodita, em tradução livre.

Nenhum dos dois ganhou o livro no sorteio – e inclusive eu tinha pedido para o Thales que, caso ele ganhasse, me enviasse o exemplar de presente, porém… Eis que encontro um blog tour incluindo o livro e me inscrevi. Basicamente, eles enviam os e-books para blogueiros postarem sobre os textos.

Descrição oficial:

Do coração de uma adolescente intersexual, uma que precisa fazer uma escolha definitiva entre o gênero masculino ou feminino — família ou amor verdadeiro — vem a história de uma jornada profundamente emocional e perigosa para casa. Este é um romance para jovens adultos diferente de qualquer outro — um retrato autêntico dos problemas enfrentados por uma criança que cresce com um corpo sexualmente ambíguo.

Jameson pode ser como outros garotos depois de uma pequena cirurgia e alguns anos tomando testosterona. Bem, ao menos é isso que os pais dele sempre dizem. Mas Jamie vê uma princesa duende no espelho, e hormônios masculinos somente arruinariam o lindo rosto dela. Para ele se tornar o homem que os pais dele esperam, Jameson precisa deixar para trás as esperanças e sonhos de uma garotinha. Mas o que tem de tão errado com os sonhos de Jamie que eles não podem ser a vida dela?

fonte: GoodReads

Postei um comentário no goodreads, e vou postar uma versão dele aqui, incluindo algumas coisas. E já adianto que tá parecendo que eu detestei, mas eu realmente gostei da leitura.

Lianne nos conta a história de Jamie, uma garota que tem um tipo de síndrome de Turner e hermafroditismo. Problemas de identidade de gênero de proporções monumentais aqui – principalmente por causa do jeito que a família dela insiste em tratá-la como um garoto.

Teve horas em que eu senti vontade de ir pra dentro do livro e dar um tapa/soco na cara de algumas personagens – principalmente o pai da Jamie, que eu só consigo descrever como um machista preconceituoso tapado. A mãe da Jamie tem a mentalidade um pouco mais aberta e sabe aceitar diferenças, e felizmente ela encontra jeitos de ajudar a filha dela apesar do que o marido diga.

O pai da Jamie dá uma lista a ela de “coisas que rapazes fazem” que ele pede que ela complete. Uma amiga de Jamie, que também tem um tipo de alteração relacionada aos órgãos sexuais, oferece ajuda para que ela complete a lista, inclusive a parte “fazer sexo com uma garota”. Já contando a cena toda / fazendo spoiler / sou filha da mãe mesmo: ao mesmo tempo em que, confesso, quase arranquei os cabelos quando não aconteceu realmente, consegui compreender a escolha da autora de não ter levado a coisa adiante. Do mesmo jeito que eu adoraria que tivesse uma cena no mínimo um pouco mais romântica entre ela e o garoto de quem ela gosta enquanto ela estivesse tentando “agir como homem”, entendo que, pela forma como a narrativa tá conduzida, não caberia mesmo.

Ainda assim, dentro dos limites que a escritora colocou, o que a autora mostra aqui tá até bem ousado – mas, considerando outros materiais que já li, achei que este tá super bem comportado pros meus padrões de hoje em dia.

As partes relacionadas com religião aqui provavelmente vão fazer perfeito sentido pra um cristão praticante; eu não vou mais a quaquer igreja por uma infinidade de razões, e as coisas que me incomodaram neste livro são provavelmente as mesmas que me incomodariam em qualquer outro livro com personagens cristãs, e as mesmas que me irritam na vida real.

A Jamie é um amor!!! É uma garota bem comportada, quer ser feliz e deixar todo mundo ao redor dela feliz, se esforça pra fazer o que os pais dizem pra ela fazer, quer obedecer o Deus no qual ela acredita, e quer que a família e amigos dela a aceitem do jeito que ela é, mas às vezes tentar ser tão “perfeita” somente a deixa infeliz. Ler sobre como ela começou a lutar pela própria felicidade foi fantástico – Jamie passa a questionar o que dizem a ela, e passa a tomar decisões por si mesma sem simplesmente só ouvir e aceitar sempre o que a família diz. O relacionamento dela com o namorado, com quem ela se casa depois, é super doce; eu amei ler sobre eles também.

Teve cenas em que eu simplesmente sabia que as coisas não aconteceriam do jeito que eu gostaria que acontecessem, mas eu consegui entender as decisões da escritora. Eu gostei do estilo de escrita – a forma como a autora faz as descrições, como as personagens estão desenvolvidas, e como ela trabalhou com os problemas da Jamie.

Vou fechar esse post com um vídeo do filme Repo! The genetic opera.

Anúncios

Thales Moreira

Thalles Marques (O Poderoso Chefão) Nascido em uma cidadezinha minúscula do interior de Minas Gerais, as fronteiras daquele lugar não impediram que fosse diferente de grande parte das pessoas da cidade, e seu interesse por leitura de vários tipos (exceto clássicos portugueses e brasileiros, os quais abomina até a morte!) fez com que encontrasse outras pessoas muito interessantes de outras cidades, que tinham o mesmo vício infinito por livros. Foi de uma destas amizades feitas em chats sobre séries e livros que nasceu o Our Cup of Tea. Sua série de livros preferida é Harry Potter, e muitos que convivem com ele todos os dias já não suportam mais ouvir falar do "Menino que sobreviveu". Cursa Jornalismo, mas não vê a hora de poder pegar o diploma e iniciar mais uma faculdade, desta vez enveredando pela área jurídica. Também faz eventuais postagens no blog Los Moderninhos, na coluna Moda e Livros, onde fala de livros com temas relacionados a moda, e participa da Revista Brasil Literando, voltada para o público literário brasileiro, com a coluna de entrevistas e revisando a diagramação.

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s