Da Impressão Régia ao Bookess: A Evolução das Editoras Brasileiras – Parte 2


E hoje continua a publicação da minha reportagem, a segunda parte aborda Monteiro Lobato como editor e as editoras que ajudou a fundar. Espero que gostem! E amanhã falaremos um pouco sobre José Olympio, que até os dias de hoje é muito bem lembrado no meio editorial.

Monteiro Lobato, o editor ousado

      Em um tempo que as editoras brasileiras publicavam apenas cerca de 200 títulos por ano, que não chegavam a dois milhões de exemplares vendidos, Monteiro Lobato foi considerado um dos editores de maior ousadia, graças aos investimentos que fez no campo editorial quanto à publicação de livros de ficção, principalmente de nacionais, que mesmo com a Semana de Arte Moderna, movimento que inspirava a inserção da brasilidade nos textos produzidos aqui; os autores nacionais tinham em Lobato o que poderia ser chamado de um “porto seguro”, posto que o autor/editor era um dos únicos que aceitava com maior facilidade publicar suas obras.

      A visão de Lobato foi o que proporcionou um grande aumento na venda de livros nacionais, pois o autor entrou em contato com inúmeras bancas, lojas e livrarias de todo o Brasil propondo venda por consignação, aumentando assim o número de distribuidoras e revendedoras dos livros publicados por sua editora em todo o país. Mas o visionário Monteiro Lobato não parou por aí, também inovando na forma de fazer publicidade de seus próprios livros, quando do lançamento de A Menina do Nariz Arrebitado foi o primeiro autor a utilizar anúncios de página inteira em jornais, e enviou exemplares do livro para escolas, prática que hoje é comum a toda editora. No ramo editorial, Lobato foi o responsável pela fundação de três editoras, a Monteiro Lobato & Cia, que foi a falência na década de 1920, a Companhia Editora Nacional, que dominou grande parcela do mercado editorial do país, e por fim a Brasiliense, fundada em parceria com Caio Pardo Júnior, Leandro Duprê e Arthur Neves, que seria o último empreendimento do autor.

Anúncios

Thales Moreira

Thalles Marques (O Poderoso Chefão) Nascido em uma cidadezinha minúscula do interior de Minas Gerais, as fronteiras daquele lugar não impediram que fosse diferente de grande parte das pessoas da cidade, e seu interesse por leitura de vários tipos (exceto clássicos portugueses e brasileiros, os quais abomina até a morte!) fez com que encontrasse outras pessoas muito interessantes de outras cidades, que tinham o mesmo vício infinito por livros. Foi de uma destas amizades feitas em chats sobre séries e livros que nasceu o Our Cup of Tea. Sua série de livros preferida é Harry Potter, e muitos que convivem com ele todos os dias já não suportam mais ouvir falar do "Menino que sobreviveu". Cursa Jornalismo, mas não vê a hora de poder pegar o diploma e iniciar mais uma faculdade, desta vez enveredando pela área jurídica. Também faz eventuais postagens no blog Los Moderninhos, na coluna Moda e Livros, onde fala de livros com temas relacionados a moda, e participa da Revista Brasil Literando, voltada para o público literário brasileiro, com a coluna de entrevistas e revisando a diagramação.

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s