Da Impressão Régia ao Bookess: A Evolução das Editoras Brasileiras – Parte 3


E estamos chegando ao final da grande reportagem sobre as editoras brasileiras. É claro que existe muito mais para contar do que apenas o que está aqui, mas como tinha pouco tempo pra escrever e não daria pra fazer tudo dentro de uma reportagem, achei melhor pegar apenas dois exemplos de editores que fizeram uma grande diferença no mercado brasileiro. Para aqueles que tenham interesse em saber a história completa do mercado editorial no Brasil, na última O primeiro Monteiro Lobato, do qual falei na parte anterior, e nesta abordo um pouco sobre José Olympio. Mais uma vez, espero que gostem e comentem com sua opinião!

José Olympio e seu legado editorial

     Conhecido por ter uma grande preocupação com parte gráfica dos livros que publicava, José Olympio revolucionou o mercado literário, sendo responsável por publicar grandes nomes do movimento modernista como Rachel de Queiróz e Guimarães Rosa, e também por inovar ao publicar trechos de críticas na orelha dos livros.

     Olympio foi outro editor visionário, arriscando nos métodos de venda dos livros que publicava; lançou mão de recursos como a venda porta a porta, e até mesmo chegou a firmar uma parceria com o Governo, além de produzir tiragens com um grande número de exemplares, mesmo se comparadas aos tempos atuais.

     Mesmo tendo atingido um sucesso incrível, a Livraria José Olympio Editora não conseguiu manter sua autonomia durante a crise financeira que atingiu São Paulo na década de 1970, e Olympio acabou declarando falência. Em 2001, a editora foi adquirida pelo Grupo Editorial Record, que manteve o nome em homenagem ao editor.

     O legado de José Olympio, porém não parou por aí. Após vender a editora em 1976, o filho de Olympio, Geraldo Jordão Pereira, fundou a Salamandra, voltada para livros infantis e de arte. Alguns anos depois, após uma experiência que deu certo, surgiu a Editora Sextante, especializada em livros de auto-ajuda, e uma das mais rentáveis no gênero, e que hoje é dirigida pelos dois filhos de Geraldo.

Anúncios

Thales Moreira

Thalles Marques (O Poderoso Chefão) Nascido em uma cidadezinha minúscula do interior de Minas Gerais, as fronteiras daquele lugar não impediram que fosse diferente de grande parte das pessoas da cidade, e seu interesse por leitura de vários tipos (exceto clássicos portugueses e brasileiros, os quais abomina até a morte!) fez com que encontrasse outras pessoas muito interessantes de outras cidades, que tinham o mesmo vício infinito por livros. Foi de uma destas amizades feitas em chats sobre séries e livros que nasceu o Our Cup of Tea. Sua série de livros preferida é Harry Potter, e muitos que convivem com ele todos os dias já não suportam mais ouvir falar do "Menino que sobreviveu". Cursa Jornalismo, mas não vê a hora de poder pegar o diploma e iniciar mais uma faculdade, desta vez enveredando pela área jurídica. Também faz eventuais postagens no blog Los Moderninhos, na coluna Moda e Livros, onde fala de livros com temas relacionados a moda, e participa da Revista Brasil Literando, voltada para o público literário brasileiro, com a coluna de entrevistas e revisando a diagramação.

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s