Resenha Inferno – Dan Brown


Em Inferno, Dan Brown traz uma surpresa atrás da outra; em cada página instiga o leitor mais e mais para que continue lendo, e, como sempre, consegue manter um ritmo constante, que atiça a curiosidade do leitor, revelando fatos do mundo no qual Langdon se envolve desta vez, que, em alguns casos, servem como base para uma pesquisa mais aprofundada, aos que se interessarem.

    A leitura de Inferno, além de criar a vontade de saber mais sobre tecnologias e estudos genéticos, também faz com que o leitor procure mais sobre a obra de Dante, A Divina Comédia, outra base para o livro, que se faz presente em cada página, com referências principalmente ao primeiro livro da saga de poemas escritos pelo autor florentino, e se mescla ao mesmo tempo com aspectos da própria vida do escritor. Em suma, Inferno não deixa muito a desejar nas informações que fornece ao leitor, que muitas vezes, ao abrir um livro de Dan Brown, está ávido não só pela história que se desenrolará, mas também pela pesquisa do autor.

    O tema principal tratado neste novo livro é a superpopulação do mundo, um fenômeno que se agrava ano após ano, e que atualmente não tem uma solução muito agradável aos olhos, segundo um dos personagens de Brown, o famoso geneticista Bertrand Zobrist; para ele, o único modo de resolver o problema seria se uma peste ou epidemia acontecesse, fazendo com que a população diminuísse drasticamente.

    Ainda que Brown exponha em seus livros fatos que podem parecer indiscutíveis e totalmente confiáveis, é importante lembrar que ele os utiliza de forma ficcional, e que podem ocorrer algumas adaptações, sendo assim, o melhor é que o leitor se importante o suficiente para pesquisar o que é colocado no papel, antes de acreditar piamente em tudo o que lhe é mostrado.

Nota: 4 torrões de açúcar
Ficha técnica do livro:
Título original: Inferno
Autor(a): Dan Brown
Páginas: 448
Tradutor: Fernanda Abreu e Fabiano Morais
Editora: Arqueiro
Ano: 2013
Anúncios

Thales Moreira

Thalles Marques (O Poderoso Chefão) Nascido em uma cidadezinha minúscula do interior de Minas Gerais, as fronteiras daquele lugar não impediram que fosse diferente de grande parte das pessoas da cidade, e seu interesse por leitura de vários tipos (exceto clássicos portugueses e brasileiros, os quais abomina até a morte!) fez com que encontrasse outras pessoas muito interessantes de outras cidades, que tinham o mesmo vício infinito por livros. Foi de uma destas amizades feitas em chats sobre séries e livros que nasceu o Our Cup of Tea. Sua série de livros preferida é Harry Potter, e muitos que convivem com ele todos os dias já não suportam mais ouvir falar do "Menino que sobreviveu". Cursa Jornalismo, mas não vê a hora de poder pegar o diploma e iniciar mais uma faculdade, desta vez enveredando pela área jurídica. Também faz eventuais postagens no blog Los Moderninhos, na coluna Moda e Livros, onde fala de livros com temas relacionados a moda, e participa da Revista Brasil Literando, voltada para o público literário brasileiro, com a coluna de entrevistas e revisando a diagramação.

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s