Resenha House of Cards – Michael Dobbs


images.livrariasaraiva.com.brComeço já deixando avisado que quando o assunto é política e tretas do cenário político, eu sempre arrumo um jeito de estar na primeira fileira, para poder acompanhar tudo bem de pertinho. É claro, às vezes eu preferiria que tudo corresse sem complicações, mas já que isso aparentemente é algo inalcançável no momento, então eu aproveito.

Escolhi deixar esse fato esclarecido já de início pois é a explicação perfeita para a atração que a série House of Cards (primeiro os episódios lançados pela Netflix, agora o livro e já com a série de TV original pronta para ser assistida assim que terminar esse post) exerce sobre mim.

Para contextualizar para os que viveram em Marte ou em alguma ilha sem acesso à internet, ou para aqueles mesmo que não se interessam tanto por coisas que envolvam política, House of Cards tem como personagem principal o líder de bancada do Partido Conservador Francis Urquhart (o sobrenome é lido Urcart), um sujeitinho que se fosse real provavelmente morreríamos de ódio dele. Afinal, o cara é incrivelmente calculista, manipulador e, de certa forma, um pouco mimado, e ele usa toda a sua experiência política para jogar esse jogo tão limpo (ironia detected) que acontece dentro do Parlamento britânico.

Como disse, se ele fosse real, o odiaríamos, mas talvez por ele ser fictício e termos alguns exemplos inúmeras vezes piores do que ele na política brasileira, Urquhart acaba se tornando um personagem bem agradável, que você de alguma forma (não sabemos como) gosta muito. Algo que me ative um pouco durante a leitura foi uma diferença bem escancarada entre Urquhart e Underwood (a versão americana), é que o primeiro, ao menos neste livro, parece ainda ter um pouco de receio quanto aos resultados que podem vir dos planos que ele coloca em ação, enquanto o segundo desde o primeiro episódio tem plena certeza de que tudo vai dar certo e não treme quando alguma coisa ameaça não funcionar.

Novamente contextualizando um pouco, Michael Dobbs, para os desavisados, não é um Zé Ninguém que decidiu out of the blue escrever um livro sobre os bastidores da política britânica. O autor é membro da Câmara dos Lordes e foi Conselheiro Sênior de Margaret Thatcher, a Dama de Ferro. Ou seja, ele tem conhecimento de causa e isso fica claro na forma como conduz a história, construindo cada personagem pouco a pouco, à medida que eles são importantes para o desenrolar de uma parte do livro. House of Cards sem dúvida é uma leitura viciante, impossível de deixar de lado depois que começa a ler.

Uma dica para quem pretende começar, compre os três livros juntos, porque a vontade de continuar seguindo os passos de Urquhart e ver que fim ele levará é gigantesca e sinceramente, não sei como vou conseguir viver até ter os dois últimos em mãos.

Anúncios

Thales Moreira

Thalles Marques (O Poderoso Chefão) Nascido em uma cidadezinha minúscula do interior de Minas Gerais, as fronteiras daquele lugar não impediram que fosse diferente de grande parte das pessoas da cidade, e seu interesse por leitura de vários tipos (exceto clássicos portugueses e brasileiros, os quais abomina até a morte!) fez com que encontrasse outras pessoas muito interessantes de outras cidades, que tinham o mesmo vício infinito por livros. Foi de uma destas amizades feitas em chats sobre séries e livros que nasceu o Our Cup of Tea. Sua série de livros preferida é Harry Potter, e muitos que convivem com ele todos os dias já não suportam mais ouvir falar do "Menino que sobreviveu". Cursa Jornalismo, mas não vê a hora de poder pegar o diploma e iniciar mais uma faculdade, desta vez enveredando pela área jurídica. Também faz eventuais postagens no blog Los Moderninhos, na coluna Moda e Livros, onde fala de livros com temas relacionados a moda, e participa da Revista Brasil Literando, voltada para o público literário brasileiro, com a coluna de entrevistas e revisando a diagramação.

Um comentário

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s